17/05/2017 19:12

O Núcleo de Antropologia do Contemporâneo convida para sessão especial do ciclo Trânsitos Contemporâneos, com a estreia do documentário #Resistência, de Eliza Capai, seguida de mesa-redonda com Sandra Alves (cineasta), Paula Guimarães (site Catarinas), Mariah e Jordana (EE Simão Hess) e Maria Lucena Conte (Comitê Floripa Contra o Golpe VOLTA DILMA).

SEXTA – 19/5 – 17h30 – no Auditório do CFH

Pesquisadora lança obra sobre Hip Hop da Grande Florianópolis e da Grande Lisboa

24/04/2017 11:39

 

Livro Angela

 

O que tem em comum no som produzido nas periferias de Florianópolis e de Lisboa? No embalo do Hip Hop, a pesquisadora Angela Maria de Souza lança no dia 2 de maio a obra “A Caminhada é Longa e o Chão Tá Liso”, uma análise das músicas na periferia da Grande Florianópolis e da Grande Lisboa.

O livro é resultado da pesquisa de Ângela no doutorado em Antropologia Social na Universidade Federal de Santa Catarina em parceria com o Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa. Ela trata sobre o Rap de Quebrada, o Rap Floripa e o Rap Gospel, assim como o Rap Crioulo de Portugal.

Para os interessados em música e cultura urbana, é uma oportunidade para saber mais sobre questões do dia-a-dia urbano mundial: racismo, discriminação, violência e desigualdade.

O lançamento de “A Caminhada é Longa e o Chão Tá Liso” será na sala Hassis, do Centro de Comunicação e Expressão da UFSC, às 19h. A entrada é gratuita. Os livros podem ser comprados no local.

 

Sobre a autora

Angela Maria de Souza está fazendo pós-doutorado em Ciências Humanas na UFSC e concluiu o doutorado e mestrado em Antropologia Social na mesma universidade, sempre pesquisando sobre Rap e movimentos nas periferias. Hoje atua como professora e pesquisadora na Universidade Federal da Integração Latino-Americana.

 

 

V ENADIR São Paulo 28 a 31 agosto 2017

27/03/2017 18:03
Acontecerá na USP entre os dias 28 e 31 de agosto 2017 o V Encontro de Antropologia do Direito (ENADIR)
 
O endereço de referência é http://enadir-2017.blogspot.fr
 
A conferência de abertura será uma homenagem à professora Mariza Correa, falecida no final no dia 27 de dezembro de 2016, pelo  legado fundamental que nos deixou, inclusive por trabalhos seminais na interface entre Antropologia e Direito. A conferência será proferida pela professora Guita Grin Debert.